transparente
x
Prolector


A BÍBLIA EXPLICA:
Por ser a Bíblia Sagrada o livro eleito como a "Infalível Palavra de Deus" por todos os cristãos e até mesmo por algumas correntes não cristãs, a estaremos usando aqui para confirmar os assuntos abordados.
Estaremos usando a versão ACF "Almeida Corrigida Fiel".

x

CONCEITO DE RELIGIÃO

(Publicação: 01/04/2011)

A Bíblia e as religiões.

O SENTIDO DA PALAVRA RELIGIÃO

A palavra RELIGIÃO origina-se no latim “religare”. O sentido da palavra seria religação, ou seja, tornar a ligar algo que foi desligado, referindo-se a humanidade que foi desligada de Deus por causa do pecado, e agora pode ser novamente ligada, ou religada, através da expiação do pecado, ou do resgate feito por Jesus Cristo. Esse é o sentido básico da palavra "religião".

Porém ao longo do tempo, essa palavra "religião" tem tomado outro significado. Longe de significar a religação do homem com Deus, a religião anda na contramão, criando barreiras intransponíveis entre as pessoas, dividindo famílias, e levando os homens a odiarem-se e matarem-se uns aos outros, em nome de uma religião.

Nos tempos do Antigo Testamento a palavra "religião" não existia, tanto é que não é citada nenhuma vez em nenhum livro do Antigo Testamento, mas apesar disso, a prática religiosa existia sim, no modo que cada um tinha em servir a um deus pagão movido por crendices e superstições. Até mesmo Israel fez confusão, transformando as Celebrações e os Símbolos do Reino de Deus em religião vulgar e assim deixaram de ser "Servidores do Reino" e tornaram-se apenas religiosos.

A RELIGIÃO VERDADEIRA

As pessoas em geral indagam-se sobre qual é a verdadeira religião. Os questionamentos avolumam-se diante de tantas correntes religiosas, a maioria das quais é subdivisão de outras, e todas elas se modificando e se adaptando a novas situações através do tempo, de tal forma que já não se sabe mais se está certo agora e estava errado antes, ou vice versa. Há também algumas que são novas, com menos de 100 ou 200 anos e outras nascendo agora. E cada qual afirmando ser a única religião certa.

Há mesmo uma que seja a certa? Qual? Como dirimir tais questionamentos? Onde? Quem?

Evidentemente, qualquer que se propor a dar respostas dirá que os seus ideais religiosos são os verdadeiros. É como se perguntar: Qual é o melhor vinho? A resposta é óbvia: O melhor vinho é aquele que eu gosto. Ou, qual é o melhor time de futebol, é claro que é o meu, ainda que ele seja o último da tabela.

Como saber então?

A resposta pode estar bem perto de nós. Que tal procurarmos na Bíblia?

Enfim a Bíblia é respeitada por todas as correntes cristãs, e também pelas não cristãs! Todas as correntes cristãs a usam como regra de fé e prática.

Vamos então ler na própria Bíblia, e enfim descobrir qual é a verdadeira religião!

Vamos ler Tiago: 01.27 que diz:
A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo.

Decepcionado? Pois é...! A resposta bíblica pode até nos decepcionar um pouco. Enfim, esperávamos o nome de uma religião.

Mas, essa colocação bíblica nos leva a entender que para Deus, não são os dogmas das religiões que contam, mas sim as atitudes dos indivíduos do grupo com vistas ao social, descartando assim toda a religiosidade, e explica ainda que o verdadeiro religioso preocupa-se com as pessoas menos privilegiadas, prestando-lhes o socorro necessário, e não somente isto, mas preserva-se a si mesmo, resgatando e vivendo os valores e os princípios cristãos conforme os evangelhos, e passando-os a sua posteridade. Isto sim é uma religião. Não precisa nem ter nome. Mais do que isto, é uma religação de fato.

Então, se um indivíduo tem sua vida pautada conforme o texto bíblico acima, independentemente do grupo a que pertença, a sua religião, individualmente, é pura e imaculada para com Deus, ainda que a religião do grupo, no sentido coletivo, não o seja.

EXTREMISMO RELIGIOSO

Já dizia Carl Marx "A religião é o ópio do povo". Ele dizia isto, por estar revoltado contra Deus, imagine! Estava totalmente cego espiritualmente, porque, assim como a quase totalidade das pessoas, ele também achava que Deus estava ligado às religiões. Porém temos que admitir que a frase tem um fundo de verdade, mesmo tendo sido proferida por ele.

A religião realmente tem entorpecido a mente de algumas pessoas tornando-as facilmente manipuláveis como reféns de uma fé induzida. Longe de significar a religação com Deus, as pessoas buscam a proteção e a sorte nas religiões, uns, por tradição de família, outros por terem sidos iludidos por grupos extremistas, outros ainda motivados por superstições e crendices.

Em um sentido mais amplo, qualquer que seja a religião, ela está na contramão do cristianismo. Uma religião cristã, se somente religião, está apenas vulgarizando o cristianismo.

Enquanto uma religião, qualquer que seja, aprisiona e escraviza a mente das pessoas, Jesus calmamente diz:

Evangelho de João: 08.36:
Se o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.

A fé religiosa é nada. Poderá ser alguma coisa se cristianizada, ou seja, se a militância for dentro dos ensinamentos do Cristo.

JESUS E AS RELIGIÕES EXISTENTES NAQUELA EPOCA

Nos dias de Jesus o judaísmo era predominante, e assim como no cristianismo de hoje, havia muitas correntes político-religiosas, como os fariseus, saduceus, zelotes, samaritanos, essênios, escribas, herodianos e talvez mais.

Aquelas pessoas tinham por essencial a prática religiosa dentro do mais alto nível. Dentro da ótica de então tinham uma vida pautada na justiça, na moral, mas, sobretudo, no cuidado da sua religião como sendo algo puramente divino. Levavam isto a um extremo tal, a ponto de matarem pessoas em nome de Deus. Foi assim que Jesus, seus apóstolos e muitos de seus seguidores foram mortos.

Jesus foi um critico severo das religiões, ou dos segmentos religiosos de sua época. Ele nunca apoiou uma religião. Nunca recomendou seguir uma religião. Ele apenas apontava para si mesmo, dizendo: Vem, e segue-me, ou, vinde a mim, dizendo exatamente isto: Olhe e siga o meu exemplo! Faça como eu faço! Viva como eu vivo! Viva conforme os meus ensinamentos. Esse é o sentido do "segue-me".

A BÍBLIA E AS RELIGIÕES

A Bíblia, que foi transformada na mãe de todas as religiões cristãs de todo o mundo, por incrível que pareça não fala quase nada acerca de religião em si. Aliás, em toda a Bíblia vamos encontrar somente quatro vezes a Palavra "religião", todas no Novo Testamento. No Antigo Testamento não há nenhuma citação. A palavra não é citada nenhuma única vez. Tal é o valor que Deus atribui a uma religião.

No Novo Testamento é citada quatro vezes. Duas vezes, apenas casualmente, em Atos 25.19 e 26.05, referindo ao nome da religião de algumas pessoas.

As únicas outras duas vezes que fala da religião em si, fala em tom depreciativo. Vejamos:

Tiago 01.26:
Se alguém entre vós cuida ser religioso e não refreia a sua língua, antes engana o seu coração, a religião desse é vã.

A outra está em Tiago 01.27 (que já vimos acima) que diz:
A religião pura e imaculada para com Deus, o Pai, é esta: Visitar os órfãos e as viúvas nas suas tribulações, e guardar-se da corrupção do mundo.

Este é o conceito que Deus tem das religiões. Pelo menos é o que está na Bíblia.

Seria Deus religioso? Então qual é a religião dEle?
Pergunta-se ainda: Qual era a religião de Jesus Cristo? Sabemos que Ele ia ao templo. Sabemos que Ele Orava. Foi expulso de uma sinagoga e foi condenado por Caifáz, que era o sumo sacerdote na época. Mas, qual era o nome da religião dele? Ele ensinava religião aos seus discípulos? E qual era a religião de Pedro, de Paulo e dos outros apóstolos? Eles ensinavam religião para as pessoas?

Só para clarear. Todos os ensinamentos apostólicos objetivam o bom relacionamento entre as pessoas e entre as pessoas e Deus, procurando posicionar os discípulos corretamente diante das realidades da vida e da visão futura.
Marcos 12:
30 - Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento. (Relacionamento com Deus).
31 - E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes. (Relacionamento entre pessoas).

Algumas pessoas se dizem "ateus", mas nem sempre o são. O fazem pelo fato de não se identificarem com as religiões. O erro está em associar Deus com religião, ou associar a Bíblia com religião.

Se Deus não é religioso e se a Bíblia não é um livro de religião, deduz-se que não é necessário ter uma religião para se crer em Deus ou para ser um leitor da Bíblia. Quem está dizendo isto é alguém que crê piamente em Deus e é apaixonado pela Bíblia.

Se você professa uma religião, cuidado! Confira se há cristianismo lá. Você poderá ver isto através da Bíblia. Seja como for, não se distancie do seu grupo. Talvez ele seja o melhor de todos, e alem disso, você mesmo poderá melhorá-lo através do seu exemplo pessoal. Disse Jesus:
Mateus 5.16 - Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.

Se você não professa uma religião, isso não impede que você tenha um relacionamento estreito com Deus. Também isto você poderá ver através da Bíblia.

Venha para a liberdade e viva a vida para a qual Deus o criou.

(Seleção e comentários dos textos bíblicos: Pr. Walter Vaccaro).

Referente ao texto bíblico: Tiago: 01.27
Nota#1 - Lembrar que nos tempos bíblicos as viúvas e os órfãos não tinham nenhum tipo de assistência como nos dias atuais.
Nota#2 - Corrupção": (Dicionário Houaiss)
substantivo feminino
1 - Deterioração, decomposição física de algo; putrefação.
2 - Modificação, adulteração das características originais de algo.
3 - Sentido figurado: Depravação de hábitos, costumes etc.; devassidão.
4 - Ato ou efeito de subornar uma ou mais pessoas em causa própria ou alheia, geralmente, com oferecimento de dinheiro; suborno.
5 - Uso de meios ilegais para apropriar-se de informações privilegiadas, em benefício próprio.

Buscai no livro do SENHOR, e lede;
Isaías 34.16-a.

Estudos Bíblicos
COMENTÁRIOS

Deixe o seu comentário.

De: (Nome ou Pseudônimo)
Região: (Ex: Curitiba, PR, Brasil)
Email: (Não obrigatório mas desejável - Estará em total sigilo.)
Comentário: (900 caracteres ou 15 linhas)
Data: 13/08/2015 - 20:12:02 Hs.

Gilson comentou:
Sempre achei, e até ensinei que a religião escravisa. Pois homens que se dizem líderes, criam regras, e ditames que nem mesmo eles são capazes de cumprir. E isso ao invés de liberta, escravisa já que homen algum está inseto de pecado, então há pessoas que passam toda uma vida buscando a perfeição através dos seus próprios esforços sem jamais poder conseguir, pois foi levado a crer que se não seguir certos preceitos serão levados ao infernos a qualquer momento pela ira de Deus. Em suma; já não se prega à Cristo. mas sim, um pseudo evangelho que ao invés de salvar, libertar e trazer paz de espírito, aprisiona, cega e entorpece milhões de pessoas escravisando- as.



Data: 04/09/2013 - 23:15:13 Hs.

Pr. Walter Vaccaro comentou:
Deixe o seu comentário.
Se por algum motivo você não quiser se identificar, pode usar um pseudônimo (apelido).
Participe.



setacima

T
o
p
o
setacima

T
o
p
o