top-Prolector
Prolector


A BÍBLIA EXPLICA:
Por ser a Bíblia Sagrada o livro eleito como a "Infalível Palavra de Deus" por todos os cristãos e até mesmo por algumas correntes não cristãs, a estaremos usando aqui para confirmar os assuntos abordados.
Estaremos usando a versão ACF "Almeida Corrigida Fiel".

O ANTICRISTO

(Publicação: 25/01/2012)

Sempre ativo desde os primórdios da Igreja

Há quem diga que o próximo evento profético da Bíblia a cumprir-se é a vinda do anticristo, mas não é isso que a Bíblia diz. Ela relata que o anticristo já está no mundo e que sempre esteve desde a igreja do primeiro século e vem combatendo-a desde então. Esse é o assunto desde estudo.

Erros de interpretação bíblica levam a igreja a uma falsa expectativa e até mesmo isso já é uma estratégia do anticristo, que pode assim camuflar-se dentro da própria igreja e fazer o seu trabalho com total liberdade, como se ele próprio não existisse.

Esse erro de interpretação bíblica está ocorrendo pelo seguinte motivo:
A Bíblia, em todas as suas versões foi enriquecida com a numeração de capítulos e versículos, e algumas edições também com os títulos dos assuntos, com a finalidade de facilitar a localização de textos. Essas intervenções não são canônicas, ou seja, não pertencem aos originais da Bíblia.

Quanto aos títulos dos assuntos, apesar de serem de grande ajuda no manuseio da Bíblia, não podem servir de base doutrinária ou teológica, pois existem alguns títulos equivocados, que não condizem com o texto a que se referem. Isto ocorre em algumas versões da Bíblia.

Exemplos de títulos equivocados em nossas Bíblias:

Exemplo 01:
2. Reis 2 - Em algumas Bíblias o título diz que Elias foi elevado ao céu num carro de fogo. Não é isto que o texto canônico diz. No vs. 11 diz que Elias foi elevado ao céu num redemoinho e um carro de fogo separou-o de Eliseu.

Exemplo 02:
2. Tess. 2 - Nas bíblias editadas com os títulos dos assuntos, equivocadamente é feita uma alusão ao anticristo, porem o texto canônico propriamente dito não usa essa expressão e mostra um personagem que em nada se parece com o anticristo citado nos canônicos de João, pois enquanto nos canônicos de João o anticristo é identificado como um espírito que trabalha no âmbito religioso com os próprios crentes da igreja causando dissensões, o texto canônico de 2Tess. 2 mostra um homem, inimigo da Igreja, e que se opõe a Deus e Sua adoração, qualificado como "homem do pecado, o iníquo", ou seja, um personagem completamente oposto.

Exemplo 03:
Jz. 05.01 - O título é "O canto de Débora".
Porém o texto mostra que o canto foi também de Baraque.
"E cantou Débora e Baraque, filho de Abinoão, naquele mesmo dia, dizendo .... "

Exemplo 04:
Lc 24.36 - O título é: "Aparição de Jesus aos doze".
Porém tinha somente onze, uma vez que Judas estava morto e o seu substituto ainda não tinha sido nomeado.
Por incrível que pareça, a desatenção do titulista foi de tal forma tão negligente, que no mesmo capítulo 24, no versículo 33, (três versículos antes) está escrito:
E na mesma hora, levantando-se, tornaram para Jerusalém, e acharam congregados os onze, e os que estavam com eles ...

TEXTOS BÍBLICOS SOBRE O ANTICRISTO

A expressão "ANTICRISTO" ocorre nos textos canônicos da Bíblia somente 5 (cinco) vezes, e somente João usa essa expressão "anticristo". A expressão " anticristo " é encontrada em:
1Jo. 2.18 (duas vezes);
1Jo. 2.22;
1Jo. 4.3;
2Jo. 1.7;
... E em mais nenhum outro lugar na Bíblia (em textos canônicos).

ANTICRISTO - A EXPRESSÃO

A expressão "anti" é antônima da expressão "pró".
A expressão "anti" é complementada com algo do mesmo gênero ou de mesma espécie, e em oposição à esta.
Exemplos:
Antítese: Outra tese, em oposição à primeira.
Antimeridiano: Outro meridiano, porém pelo lado oposto do globo.
Antípodas: Outros pés de pessoas, porém do lado diametralmente oposto do globo. (As solas dos nossos pés pisam na sola dos pés dos japoneses, por isso somos antípodas). Essa regra tem suas excessões, mas quando João a utilizou, foi no seu sentido exato.

Então, no caso de "anticristo" trata-se de alguém ou alguma coisa, que se faz passar pelo Cristo, cuja função é combater o Cristo, especificamente, ou em oposição ao Cristo; Contra o Cristo; diretamente.
Algo semelhante ao Cristo, mas que se opõe a ele, ou cuja militância é específica para combatê-LO.

Portanto, nós não podemos dizer que o Faraó do Egito foi um anti-Cristo. Antes de tudo, porque naquele tempo o Cristo ainda não era vindo; Ele não tinha nenhum tipo de relacionamento com o Cristo, e sua militância não era exclusivamente para isto. Como não podemos também dizer que pessoas militantes de quaisquer áreas, que não a religiosa sejam algum tipo de anticristo. Eles até podem ser contra o Cristo ou contra a igreja dO Cristo, mas isto não é o objetivo específico de suas militâncias e não podem ser classificado como tal.

As cartas de João que falam do anticristo foram escritas por volta do ano 90, e antes disso, verdadeiras monstruosidades foram cometidas pelos inimigos da igreja, e João não as citou como obras do Anticristo. exemplos:
*1 Tiago irmão dO Senhor foi martirizado no Templo;
*1 André foi crucificado na cruz em formato de X;
*1 Tiago irmão de João foi decapitado em 36 d.c.;
*1 Tiago, o menor, foi crucificado no Egito;
*1 Bartolomeu foi esfolado e decapitado;
*1 Mateus foi transpassado com uma lança a mando do rei Hircano;
*1 Tomé foi transpassado por uma flecha;
*1 Simão Zelote foi crucificado;
*1 A primeira das dez perseguições, por volta do ano 64, por parte de Nero, imperador romano.
*1 No ano 67? o apóstolo Paulo foi morto em Roma;
*1 No ano 70, Tito, general romano, filho de Vespasiano, destrói Jerusalém e o templo;
e outras inúmeras perseguições e assassinatos.

(*1: John Foxe - O livro dos mártires.

Domiciano-Museus-Vaticanos-Roma

Também depois, nos anos 90dC a 95dC, época em que as cartas de João foram escritas, houve severas perseguições por parte do imperador Domiciano. As cartas de João foram escritas entre os anos 85dC e 95dC.

Apesar de todas essas perseguições contra a Igreja e contra o povo judeu ocorridas antes dos escritos de João, ele não cita esses perseguidores como "anticristos". Eram sem dúvida inimigos do povo de Deus. Eram inimigos da igreja. Eram inimigos dO Cristo. Eram inimigos dO próprio Deus, mas não eram exatamente o personagem a que João se refere.

Alguns teólogos opinam que Antíoco Epifânio, governador da Síria, seja um tipo de anticristo , porém no seu tempo o Cristo ainda não era vindo, e pelas suas ações está mais para anti-semita, pois conquistou Jerusalém em 167AC, e procurou forçar a helenização deste seu novo território proibindo o culto judaico, a observância do shabbat e dos hábitos alimentares, e a circuncisão, e no Templo de Jerusalém ordenou que fosse instalada uma estátua do deus grego Zeus e outras peripécias. Foi expulso depois pelos Macabeus. Isto ocorreu cerca de 257 anos antes das cartas de João serem escritas. Porém João não cita nada que possa identificar este personagem como o anticristo.

Quando João escreveu essas cartas, se houvesse alguém que pudesse ser qualificado como "anticristo" João o teria citado e escrito o seu nome. Não o fez porque, o anticristo, cujo espírito já militava dentro da igreja, seria personificado depois em poderosos líderes religiosos de grande prestígio, como foi a "igreja imperial romana".

João, que é o único que usa a expressão "anticristo", fala da ação do espírito do anticristo no futuro de então, naquele momento presente, e em um passado próximo quando fala de membros de sua própria igreja, não citando ações do anticristo em um passado mais remoto.

É bem verdade que alguns personagens anteriores ao tempo de João, como Herodes por exemplo, que tentou matar a Jesus na sua infância, tiveram militância anticristã, porém não se encaixam no formato que João expressa. É um equivoco, nomear personalidades que viveram Antes de Cristo como sendo o anticristo, como também personalidades da história ou do presente, que não se encaixem na visão de João. Isto já é uma estratégia do "espírito do anticristo", que assim se mantém camuflado dentro do cristianismo, deformando-o e vulgarizando-o. Este é o seu modus-operandi.

IDENTIFICANDO O ANTICRISTO:

Façamos um exame dos escritos de João onde se encontram as únicas 5 vezes que a expressão é encontrada na Bíblia, e vamos identificar o anticristo.

Primeiro texto - ( Duas citações ) ( A primeira e a segunda, das cinco citações )

Primeira epístola de João, capítulo 2.
18 - Filhinhos, já é a última hora; e como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos anticristos têm surgido; pelo que conhecemos que é a última hora.

Quando João cita: "...e como ouvistes que vem o anticristo ..."
Nos mostra que já havia entre os crentes da época uma expectativa quanto à vinda do chamado "anticristo". João estava se referindo às grandes perseguições contra a igreja que seriam promovidas pela igreja imperial romana, cujo líder até hoje assume o lugar do Cristo.

Quando João cita: "...também agora muitos anticristos têm surgido; ..."
Está nos confirmando que o anticristo já se manifestava desde o primeiro século da era cristã. Então não se trata de uma coisa nova. Já existia no primeiro século da igreja. Desde os primeiros dias da igreja já era manifesto.

Quando João cita: "...muitos anticristos têm surgido;..."
Está confirmando que o anticristo não é apenas uma pessoa, mas muitas. Está pluralizado, o que nos leva a entender que muitas pessoas se deixavam levar por uma potestade espiritual e agiam por inspiração dela. Também hoje é assim.

Exemplos de ativismos do espírito do anticristo deste versículo:
Crentes da igreja de João, que, levados por interesses pessoais se rebelaram contra o João e não aceitaram a sua liderança, . Notemos que o anticristo não é a pessoa em si, mas um espírito que a usa como ferramenta.

Segundo texto - ( A terceira, das cinco citações )

Primeira epístola de João, capítulo 2.
19 - Eles saíram de nosso meio, entretanto não eram dos nossos; porque, se tivessem sido dos nossos, teriam permanecido conosco; todavia, eles se foram para que ficasse manifesto que nenhum deles é dos nossos.

Quando João cita: "...Eles saíram de nosso meio, ..."
Ele deixa claro que pessoas movidas pelo espírito do anticristo saíram do meio daqueles crentes (da igreja de João), ou seja, pertenciam a Igreja. Refere-se a pessoas religiosas mas que se deixaram levar pelo espírito do anticristo e causaram divisões na igreja. Não aceitaram a liderança de João e saíram pregando coisas diferentes.

Isto nos esclarece que o anticristo não é um ser anti-religioso que combate contra Deus e Sua adoração, como é o personagem de "2Tess. 2". Esse personagem não é o anticristo citado por João. O título é que está equivocado. O anticristo é um espírito religioso, que atua na igreja desde os tempos da igreja primitiva. É um espírito que ensina doutrinas e promove a apostasia.

O personagem de "2tess. 2" dá o seu nome (pessoa física) a um sistema de governo de abrangência mundial, com grande poder político e social. Esse poder já está no mundo desde o século passado, e está ganhando maior força agora, inclusive em nosso país. Só para se ter uma idéia, esse poder já tem em suas mãos o sangue de aproximadamente 110 milhões de pessoas que foram mortas entre 1917 e 1987. Esse sim, é um poder "que se levanta contra tudo o que se chama Deus ou se adore", bem ao contrário do anticristo de João que cria e nomeia deuses, e os adoram.

Provavelmente, se Paulo tivesse o mesmo estilo literário de João, chamaria o personagem de "2tess. 2" de "anti-Deus", pois é desta forma que ele é apresentado por Paulo. O texto diz "... que se levanta contra tudo que se chama Deus ou se adore." Também João, se tivesse o mesmo estilo literário de Paulo diria do anti-cristo: Que se assenta no trono de Cristo, querendo parecer Cristo.

Nós sabemos que ninguém se assenta no Trono de Deus, ou no Trono do Cristo, mas isto está no sentido de: "assume os atributos de" Deus, querendo parecer Deus, ou "assume os atributos do" Cristo querendo parecer Cristo.

Terceiro texto - ( A quarta, das cinco citações )

Primeira epístola de João, capítulo 2.
22 - Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? Este é o anticristo , o que nega o Pai e o Filho.

Este texto no esclarece que o anticristo nega que Jesus é o Cristo, ou seja que Jesus é o ungido, pois a palavra "cristo" significa "ungido".
Então, de que forma alguém que se diz cristão, instruído pelo anticristo, pode negar que Jesus seja o Cristo? Ou o ungido?
Quando alguém é ungido, aquela unção é para certo tipo de operação, na qual ele terá total autoridade. As igrejas usam ungir certos membros para o trabalho eclesiástico. Perante Deus essa unção é válida e aceita, porque é ministrada de acordo com a vontade do grupo. Mas a unção propriamente dita é Deus Quem dá.
Quanto à unção de Jesus, ele a recebeu diretamente do Pai.
Jesus foi ungido para que tipo de tarefa? Para, na qualidade de Filho, ser o único mediador ou intercessor entre Deus e os homens. Lembremo-nos: ÙNICO.
( 1João 14.6 ) Disse-lhe Jesus:Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.
( I Timóteo 2.5 ) Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem.

Então Jesus, o filho de Deus, é o Cristo de Deus (Ungido de Deus) nesse aspecto. Logo, no momento que alguém dirigir-se a outro intercessor dizendo: Fulano, rogai por mim, ou rogai por nós, esse alguém estará negando a unção de Jesus de ÚNICO intercessor, logo, estará negando que Jesus é o Cristo e por tabela que também é o Filho.

Toda oração "teologicamente correta", é dirigida ao Pai, porem em nome do Filho. Ora-se a Deus em nome de Jesus. Se alguém orar ou rezar a anjos, pessoas mortas, ancestrais mortos, ou qualquer outra divindade, estará colocando estes seres no lugar de Jesus, como se Ele não existisse.

Se não há Filho, também não há Pai, pois um pai, sem filhos(as) não pode ser pai, logo estará negando também o Pai.

Exemplos de ativismos do espírito do anticristo destes versículos:
Cristãos que oram a outros intercessores, pedindo que estes roguem por eles negando assim o Filho, uma vez que somente o filho pode interceder, mediar ou "rogar", no sentido mediar.

O versículo seguinte ao texto acima diz:
1João 2.23 - Todo aquele que nega o Filho, esse não tem o Pai; aquele que confessa o Filho, tem igualmente o Pai.
Que deixa claro que: Aquele que tem Jesus, na qualidade de Filho, Ungido (Cristo), Messias(Enviado), e único, tem Deus! Se não tem Jesus, como único intercessor, não tem Deus. Essa é a regra dos evangelhos, ou a regra do cristianismo. O que fugir disto está na contramão. É coisa do anticristo.

Quarto texto - ( A quinta e última citação )

Primeira epístola de João, capítulo 4:
3 - E todo o espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que já está no mundo.

Assim como o "*docetismo" na idade média, já havia no tempo de João quem pensasse como eles e várias correntes teológicas surgiam dentro da própria igreja. Mesmo hoje muitos cristãos são levados a imaginar que o corpo físico de Jesus não tinha a fisiologia comum de um ser humano. Isto se chama "docetismo".

Notas - Docetismo:
Seita da idade média que cria que o corpo físico de Jesus teria sido uma ilusão, como também a sua crucificação, pois Jesus era um espírito puro e imaterial, e não poderia morrer fisicamente.

Este texto é uma extensão do anterior. Ele repete que a característica do anticristo é negar que Jesus tenha vindo de Deus, na qualidade de filho, como um homem, em carne e osso, e na qualidade do Messias Ungido. Ou seja, o espírito do "anticristo" procura sempre desqualificar Jesus de seus reais atributos.

Quando João cita: "... Este é o Espírito do ANTICRISTO:..."
Ele está confirmando que o anticristo é um espírito. Logo não se trata de um homem, mas de uma potestade espiritual que tem como ferramenta de trabalho líderes religiosos e seus liderados.

Quando João cita: "... e agora já está no mundo:"
Ele está confirmando que o anticristo já veio. Já estava no mundo desde os tempos de João, no primeiro século da Igreja, e continua hoje, mais voraz ainda.

Além destes cinco textos não há mais citações da expressão "anticristo" em nenhum outro lugar da Bíblia, em textos canônicos.

EM SUMA:

O anticristo não é um homem. É um espírito ou uma legião deles. (1Jo.04.03).

Esse espírito pode usar muitas pessoas ao mesmo tempo. Dentro e fora da Igreja (1Jo.02.18). Como pode usar várias pessoas ao mesmo tempo, não se trata de um espírito único, mas uma ou mais legiões, com um ou mais líderes, no plano espiritual.

Não é algo que ainda virá. Já veio e está no mundo desde os tempos de João. (1Jo. 02.18 - 1Jo.04.03), mas viria depois com mais vigor, personificado em líderes religiosos de grande influencia mundial, que ocupariam o lugar dO Cristo, como hoje se vê.

O trabalho do anticristo é confundir os cristãos quanto aos atributos de Jesus, procurando colocá-lO em um segundo plano, negando-lhe a unção divina de único intercessor, ou até mesmo em plano nenhum, negando-lhe a existência.

Líderes cristãos, por mais poderosos que sejam, não estão livres de serem servos do anticristo. Aliás, quanto mais poderosos mais serão visados, pois enlaçando-se o pastor enlaça-se todo o seu rebanho.

Então, o anticristo está muito mais perto do que se pensa. Convém fazer uma boa reflexão e tomar um posicionamento sábio.

Se você percebe algumas ações do anticristo na sua igreja, não se preocupe. Os que assim procedem estão nas trevas. Eles estão presos lá (Judas:01.06).
Venha! Não precisa deixar a sua igreja, pois ela também tem algumas áreas de luz. Então venha! Esconda-se na luz que eles nunca te acharão.



VOCABULÁRIO DESTE ESTUDO

( baseado no dicionário Houaiss ).

Anti:
( prefixo-gramatical )
1 - em frente de...
2 - de encontro a...
3 - contra...
4 - em lugar de...
5 - em oposição à...
Exemplos do uso da expressão "anti": antítese, antimeridiano, antípodas, etc. Ou seja, algo da mesma espécie, porém em oposição à esta.

Apostasia:
( Substantivo feminino )
1 - Renúncia de uma religião ou crença, abandono da fé (esp. da cristã); renegação.
2 - Quebra de votos, abandono da vida religiosa ou sacerdotal, sem autorização superior.
(Derivação: por extensão de sentido).
1 - Ato de renunciar a (partido, doutrina, teoria etc.)

canônicas:
( adjetivo )
1 - relativo a cânone
2 - de acordo com os cânones, com as regras eclesiásticas, os dogmas da Igreja
Ex.: a versão canônica da Bíblia
3 - Derivação: sentido figurado. Uso: informal. Que demonstra regularidade (diz-se de hora); certo, pontual
4 - Rubrica: gramática gerativa.
diz-se de frase ou construção que é conforme as normas mais habituais da gramática, consideradas básicas; p.ex., na construção de sentença, a ordem direta é considerada canônica em relação às ordens invertidas
(antônimo de canônico):
1 - Apócrifo.

Cristo:
Aquele que é ungido, consagrado [Designação única e específica de Jesus.]

subtilezas:
( substantivo feminino )
mesmo que sutileza.
qualidade ou caráter do que é sutil
1 - extrema delicadeza; tenuidade, finura, delgadeza
Ex.: s. de fio de seda
2 - agudeza de inteligência, de espírito
Ex.: é um filósofo de uma sutileza incomparável
3 - raciocínio ou argumento de grande finura e complexidade
Ex.: as sutilezas de certas doutrinas
4 - dito ou argumento divertido ou embaraçoso por ser inesperado e inteligente
5 - afirmação ou argumento de difícil entendimento
Ex.: a lógica escolástica é plena de sutilezas
6 - maneira suave de ser; brandura, delicadeza
Ex.: a sutilezas de seus gestos
7 - detalhe quase imperceptível; particularidade, minúcia, finura
Ex.: é preciso reler a poesia para captar suas sutilezas.
8 - qualidade do que se faz sem alarde, discretamente; discrição
Ex.: a sutilezas de sua elegância

( Seleção e comentários dos textos bíblicos: Pr. Walter Vaccaro ).

Buscai no livro do SENHOR, e lede;
Isaías 34.16-a.

Estudos Bíblicos
Estudos Bíblicos
COMENTÁRIOS

Envie seu comentário.

De: (Nome ou Pseudônimo)
Região: (Ex: Curitiba, PR, Brasil)
Email: (Opcional)
Comentário: (900 caracteres ou 15 linhas)
Data: 04/09/2013 - 23:15:13 Hs.

Pr. Walter Vaccaro comentou:
Quaisquer perguntas, questionamentos ou comentários poderão ser postados aqui.
Se por algum motivo você não quiser se identificar, use um pseudônimo.
A intenção desta secção não é combater ou discutir religião. É voltada apenas para o esmero na interpretação dos textos bíblicos. Participe.

Pr. Walter Vaccaro.





Λ
Λ







Λ
Λ







Λ
Λ







Λ
Λ







Λ
Λ







Λ
Λ







Λ
Λ







Λ
Λ







Λ
Λ







Λ
Λ
Λ
Λ







Λ
Λ







Λ
Λ







Λ
Λ







Λ
Λ







Λ
Λ







Λ
Λ







Λ
Λ







Λ
Λ







Λ
Λ