transparente
x
Prolector


A BÍBLIA EXPLICA:
Por ser a Bíblia Sagrada o livro eleito como a "Infalível Palavra de Deus" por todos os cristãos e até mesmo por algumas correntes não cristãs, a estaremos usando aqui para confirmar os assuntos abordados.
Estaremos usando a versão ACF "Almeida Corrigida Fiel".

x

A profecia veneta

(Publicação: 20/07/2013)

As guerras de Gomer.

Propósitos

A "Profecia Vêneta" é um estudo bíblico baseado em antigas profecias da Bíblia envolvendo vários povos de origem histórica, resvalando também no povo vêneto, o qual ocupa hoje o norte da Itália, e têm oriundos espalhados por todo o mundo, inclusive os da família Vaccaro, no Brasil, e este artigo objetiva demonstrar que Deus tem acertos a fazer com todos os povos do mundo, inclusive com o vêneto.

Segundo as escrituras, Deus interage com as pessoas, tanto de modo individual, onde cada um é único e responsável pela sua conduta, como também de modo coletivo, quando fala às nações, povos, tribos e línguas, responsabilizando-os pelos seus feitos.

Neste estudo estamos levando em conta o modo coletivo de tratamento, quando Deus fala a vários povos, inclusive ao povo veneto.

Para isto, vamos buscar as origens do povo veneto, lá na distante era do pós-diluvio.

Como nosso assunto é uma profecia antiga acerca de povos que se envolverão em uma grande guerra no fim dos tempos, vamos dar umas pinceladas na historia do povo veneto para que possamos nos posicionar bem no contexto histórico e profético.

A origem dos povos

A "história" e a "estória" são tão ligadas que é difícil saber quando é uma e quando é outra, porque alguns eventos históricos nem sempre dispõe de provas concretas, e isto, somado ao lado tendencioso, quer na área racial, religiosa ou nacional pode levar o historiador a conclusões inexatas. Tudo depende de quem está contando a história. Por exemplo: Se para o Brasil, o Tiradentes é um herói da libertação nacional, que tem até um dia de feriado em 21 de abril em sua homenagem, para Portugal ele foi e sempre será um traidor da coroa, e por isto mesmo foi enforcado.

Só para ilustrar. Quando um historiador nomeia a região de Canaã como Palestina, não creia em nada mais do que ele disser. É tudo tendencioso. Aprendeu na escola anti-semita. Nada absolutamente contra os palestinos. Eles também são um povo e têm que possuir o seu espaço. Apenas os fatos históricos mostram que os palestinos, na época "filisteus", ocupavam apenas a faixa de gaza. A região que chamam de Palestina, era Canaã, e depois Israel. Isto é fato histórico.

A Bíblia, deixando-se de lado o fundo religioso a ela atribuído equivocadamente, é uma fonte histórica inigualável no que compreende as regiões, aos povos e aos tempos no âmbito bíblico. Os relatos bíblicos somados ás pesquisas arqueológicas, trazem a luz preciosíssimas informações históricas.

Há um texto bíblico chamado de "Tábua das Nações", que está no livro do Gênesis, capítulo 10. Ali está relatada a origem de 70 povos, que são a linhagem mestra de todos os povos da terra. Lemos nos primeiros cinco versículos, o seguinte:

Gênesis 10
Nota: Os nomes em negrito seguem a linhagem da geração do povo veneto.
1 - Estas, pois, são as gerações dos filhos de Noé: Sem, Cão e Jafé; e nasceram-lhes filhos depois do dilúvio.
2 - Os filhos de Jafé são: Gomer, Magogue, Madai, Javã, Tubal, Meseque e Tiras.
3 - E os filhos de Gomer são: Asquenaz, Rifate e Togarma.
4 - E os filhos de Javã são: Elisá, Társis, Quitim e Dodanim.
5 - Por estes foram repartidas as ilhas dos gentios nas suas terras, cada qual segundo a sua língua, segundo as suas famílias, entre as suas nações.

Conforme dados arqueológicos, essas três principais linhas genéticas seguem o seguinte curso:
Shem-Ham-Japhet - James Tissot  - 1836-1902 • Sem - pai dos asiáticos, (incluindo judeus e árabes).
• Cão - pai dos africanos, (incluindo os egípcios, os líbios e as terras, que eram chamadas pelo nome de "Canaã", um filho de Cão.);
• Jafé - pai dos europeus, (e de todos os arianos);

O nome "Cão" pode aparecer em algumas traduções bíblicas de língua portuguesa como: Cam; Can e outras formas.
O nome "Jafé" pode aparecer como: Jafet; Jafeth: Japheth e outras formas.

As terras de Canaã referiam-se também as terras onde hoje é Israel e o nome referia-se aos descendentes de Canaã, que foram Sidon e Hete. É um equívoco tendencioso e até ridículo chamá-las de Palestina.

Deus abençoou esses três "troncos" da espécie humana, com as seguintes palavras:
Gênesis 9:
1 - E abençoou Deus a Noé e os seus filhos, e disse-lhes: Frutificai e multiplicai-vos e enchei a terra.

Noé também proferiu palavras proféticas para a sua descendência.
Noé amaldiçoa Canaan Gênesis 09:
25 - E disse: Maldito seja Canaã; servo dos servos seja aos seus irmãos. (Canaã era filho de Cão, e essas palavras foram devido aquele episódio da embriaguês do Noé).
26 - E disse: Bendito seja o SENHOR Deus de Sem; e seja-lhe Canaã por servo.
27- Alargue Deus a Jafé, e habite nas tendas de Sem; e seja-lhe Canaã por servo.

Estas palavras de Noé tornaram-se realidade através da história.

As terras de Canaã até hoje são objetos de disputas entre Israel e seus vizinhos Líbano, Síria, Jordânia, Egito, Cisjordânia e Palestina.

A descendência de Sem (Judeus e Árabes) têm sido abençoadas do ponto de vista econômico. Incluem-se aí também povos não bíblicos, como Japoneses e Chineses.

A descendência de Jafé, (Europeus) foi a mais abençoada de todas.

Observe as palavras ditas por Noé, e a situação atual de cada um dos três ramos da humanidade e tire suas próprias conclusões. O livro do Gênesis que narra estes fatos foi escrito cerca de 1500 anos AC. Se as palavras ditas por Noé não caíram por terra, imagine as ditas pelo próprio Deus.

O cumprimento das palavras proferidas por Deus e por Noé será sempre uma realidade independentemente de o povo crer ou não crer.

Assim sendo, a partir de Sem, Cão e Jafé, de seus filhos, netos, bisnetos, etc., a Bíblia relata a origem dos 70 povos. (Genesis: 10 - ACF)

Fatos históricos

Os descendentes de Jafé foram para o norte, estabeleceram-se nas regiões em redor dos mares, Negro e Cáspio e são os antepassados das raças caucasianas, medos, gregos e das raças brancas da Europa e da Ásia.

Lemos em Gênesis 10:
02 - Os filhos de Jafé são: Gomer, Magogue, Madai, Javã, Tubal, Meseque e Tiras.
03 - E os filhos de Gomer são: Asquenaz, Rifate e Togarma.

Migração dos venetos.

Enquanto o historiador judeu-romano Flavio Josefo (37-100 d.C.) identifica os Paflagônios, como os descendentes de Rifate, que é filho de Gomer, neto de Jafé e bisneto do patriarca Noé, o poeta épico Homero confirma que os venetos habitaram na terra chamada paflagônia, na atual Turquia.

Homero

Esses venetos paflagônios eram vizinhos de Tróia e foram envolvidos na guerra de 10 anos entre Esparta e Tróia (por volta de 1270 a.C.). Eles não quiseram permanecer sob o jugo grego, e decidiram imigrar e procurar os antigos venetos do Mar Báltico e Europa Ocidental, e estes estavam instalados onde hoje é a região norte da Itália e chegaram através dos Alpes. A palavra veneto em grego significa: dignos de méritos. Eram também conhecidos como o povo "heneti".

Na região onde hoje é o veneto, habitavam os Euganei (de origem Indo-Européia), os Reti (Verona e zona pré-alpina) e outros grupos minoritários, alguns originários de regiões do Danúbio. Posteriormente, os Etruscos estabeleceram-se na região, particularmente em Adria (de cujo nome foi batizado o Mar Adriático).

O historiador Tito Lívio, conta que os venetos remanescentes da Paflagônia e do mar negro chegaram por mar até o fundo do Golfo do Adriático. Estes foram denominados de venetos marinhos, que se reunindo com os terrestres construíram a grande nação dos venetos itálicos.

Possuíam língua própria (teve influências no latim), escrita, além de uma forte religiosidade. Viviam ao longo dos rios em casebres de madeira, dominavam a agricultura, a pesca e o artesanato, além de serem famosos na antiguidade pela criação de cavalos.

Não se tem notícias de um domínio centralizador. Provavelmente eram cidades federadas. O principal centro era Este, além de Mel, Calalzo, Montebelluna, Asolo, Altino, Treviso, Padova e Verona.

Foram os primeiros na Europa a localizarem e ocuparem a ilha Murano (próxima a Venezia), e produziram vidro, arte que aprenderam com os fenícios. No século III AC produziram as primeiras moedas de prata. Fabricavam desde utensílios domésticos, cerâmicas e roupas. Domesticaram e criaram gado, ovelhas, porcos, etc., semeavam todos os tipos de grão, plantaram as primeiras arvores frutíferas da região (macieiras, nogueiras, marmeleiros, etc.) aprenderam a plantar e cultivar uvas e fabricavam excelentes vinhos.

Fonte: Professor Franco Rochetta em seu livro "Seculi Sul Mundo" - Editora Marietti.
O professor Franco Rochetta é uma das maiores autoridades em história veneta.

Hoje, 2013, os venetos já se consideram italianos, mas há uma forte corrente nacionalista dentro do veneto que procura resgatar os valores nacionais venetos. Esse movimento tem sido combatido pelo governo italiano, com a finalidade de matar a identidade veneta e evitar eventuais movimentos de libertação. Uma da armas usadas tem sido a proibição do ensino da língua veneta nas escolas, como também a manipulação da história.

O povo veneto desde Adão - Fatos bíblicos

Até aqui vimos que os venetos têm suas raízes em Rifate; E Rifate era filho de Gomer; E gomer era filho de Jafé; E Jafé era filho de Noé.

No Primeiro Livro das Crônicas, nos primeiros seis versículos, podemos então conhecer a genealogia veneta até Adão.

I Crônicas 1
Nota: Os nomes em negrito seguem a linhagem da geração do povo veneto.
1 ADÃO, Sete, Enos,
2 Cainã, Maalaleel, Jerede,
3 Enoque, Matusalém, Lameque,
4 Noé, Sem, Cão e Jafé.
5 Os filhos de Jafé foram: Gomer, Magogue, Madai, Javã, Tubal, Meseque e Tiras.
6 E os filhos de Gomer: Asquenaz, Rifate, Togarma.
Esta linhagem de Adão até Noé poderá ser vista também no livro do Gênesis de 04.01 a 05.29.

Bem! Temos então a linhagem do povo veneto desde Adão até Rifate, através da Bíblia, e de Rifate até os imigrantes venetos oriundos da Paflagônia através de fontes históricas.

As genealogias bíblicas tem maior profundidade seguindo a linhagem de "Sem", que traça a genealogia de Jesus Cristo desde Adão. É o que chamamos de linha de sangue.

Já as gerações de Jafé e de Cam, vão somente até algumas gerações, e no caso de Jafé vai somente até Rifate. A partir daí, fica por conta de relatos históricos e pesquisas arqueológicas.

Antes de entrarmos no texto bíblico profético, precisamos conhecer ainda um importante personagem chamado "Magogue". (filho de Jafé e irmão de Gomer) e lembrarmo-nos que Gomer foi o pai de Rifate e de Togarma.

Então, se somos filhos do Rifate, o Magogue é nosso tio-avô. O Gomer é nosso avô. O Togarma é nosso tio. Esta é a família que estará envolvida na profecia dos últimos tempos, que prevê a maior de todas as guerras.

Magogue, nosso tio-avô, habitou a região da atual Rússia, junto com Meseque e Tubal. Togarma, nosso tio, habitou a região da atual Alemanha e regiões circunvizinhas. Gomer, nosso avô, que é pai do Rifate, nosso pai, está no norte da itália, onde é o veneto. Os outros povos que a profecia cita são os Etíopes e os de Pute (Líbia), formando uma grande confederação de nações preparadas para uma grande guerra.

A profecia cita ainda um nome que não está na nossa lista. "Gogue", que pode ser interpretado como um grande chefe de estado, ou general de exército, que chefiará todas as tropas dos exércitos das nações a si aliadas. É o comando central.

Agora que já sabemos a origem do povo veneto, como também dos povos parentes, descendentes de Jafé, podemos ler o enunciado bíblico de uma profecia que refere-se a estes povos, nos quais estamos incluídos. O texto diz:

A profecia

EZEQUIEL 38

1 VEIO a mim a palavra do SENHOR, dizendo:

2 Filho do homem, dirige o teu rosto contra Gogue, terra de Magogue, príncipe e chefe de Meseque, e Tubal, e profetiza contra ele.

3 E dize: Assim diz o Senhor DEUS: Eis que eu sou contra ti, ó Gogue, príncipe e chefe de Meseque e de Tubal;

4 E te farei voltar, e porei anzóis nos teus queixos, e te levarei a ti, com todo o teu exército, cavalos e cavaleiros, todos vestidos com primor, grande multidão, com escudo e rodela, manejando todos a espada;

5 Persas, etíopes, e os de Pute com eles, todos com escudo e capacete;

6 Gomer e todas as suas tropas; a casa de Togarma, do extremo norte, e todas as suas tropas, muitos povos contigo.

7 Prepara-te, e dispõe-te, tu e todas as multidões do teu povo que se reuniram a ti, e serve-lhes tu de guarda.

8 Depois de muitos dias serás visitado. No fim dos anos virás à terra que se recuperou da espada, e que foi congregada dentre muitos povos, junto aos montes de Israel, que sempre se faziam desertos; mas aquela terra foi tirada dentre as nações, e todas elas habitarão seguramente.

9 Então subirás, virás como uma tempestade, far-te-ás como uma nuvem para cobrir a terra, tu e todas as tuas tropas, e muitos povos contigo.

10 Assim diz o Senhor DEUS: E acontecerá naquele dia que subirão palavras no teu coração, e maquinarás um mau desígnio,

11 E dirás: Subirei contra a terra das aldeias não muradas; virei contra os que estão em repouso, que habitam seguros; todos eles habitam sem muro, e não têm ferrolhos nem portas;

12 A fim de tomar o despojo, e para arrebatar a presa, e tornar a tua mão contra as terras desertas que agora se acham habitadas, e contra o povo que se congregou dentre as nações, o qual adquiriu gado e bens, e habita no meio da terra.

13 Sebá e Dedã, e os mercadores de Társis, e todos os seus leõezinhos te dirão: Vens tu para tomar o despojo? Ajuntaste a tua multidão para arrebatar a tua presa? Para levar a prata e o ouro, para tomar o gado e os bens, para saquear o grande despojo?

14 Portanto, profetiza, ó filho do homem, e dize a Gogue: Assim diz o Senhor DEUS: Porventura não o saberás naquele dia, quando o meu povo Israel habitar em segurança?

15 Virás, pois, do teu lugar, do extremo norte, tu e muitos povos contigo, montados todos a cavalo, grande ajuntamento, e exército poderoso,

16 E subirás contra o meu povo Israel, como uma nuvem, para cobrir a terra. Nos últimos dias sucederá que hei de trazer-te contra a minha terra, para que os gentios me conheçam a mim, quando eu me houver santificado em ti, ó Gogue, diante dos seus olhos.

17 Assim diz o Senhor DEUS: Não és tu aquele de quem eu disse nos dias antigos, por intermédio dos meus servos, os profetas de Israel, os quais naqueles dias profetizaram largos anos, que te traria contra eles?

18 Sucederá, porém, naquele dia, no dia em que vier Gogue contra a terra de Israel, diz o Senhor DEUS, que a minha indignação subirá à minha face.

19 Porque disse no meu zelo, no fogo do meu furor, que, certamente, naquele dia haverá grande tremor sobre a terra de Israel;

20 De tal modo que tremerão diante da minha face os peixes do mar, e as aves do céu, e os animais do campo, e todos os répteis que se arrastam sobre a terra, e todos os homens que estão sobre a face da terra; e os montes serão deitados abaixo, e os precipícios se desfarão, e todos os muros desabarão por terra.

21 Porque chamarei contra ele a espada sobre todos os meus montes, diz o Senhor DEUS; a espada de cada um se voltará contra seu irmão.

22 E contenderei com ele por meio da peste e do sangue; e uma chuva inundante, e grandes pedras de saraiva, fogo, e enxofre farei chover sobre ele, e sobre as suas tropas, e sobre os muitos povos que estiverem com ele.

23 Assim eu me engrandecerei e me santificarei, e me darei a conhecer aos olhos de muitas nações; e saberão que eu sou o SENHOR.

INTERPRETAÇÃO

Os antigos nomes dos povos mencionados neste texto, referem-se a povos que hoje existem, mas há divergências de opiniões quanto à localização de cada um. No contexto atual, as divisas territoriais não são determinadas por povo, mas sim por um estado político. Neste estudo vamos seguir o roteiro mais aceito e o mais lógico.

A profecia fala de uma guerra de grandes proporções que ocorrerá no fim dos tempos. Os povos do norte da Europa chamados aqui de Gogue, terra de Magogue, citando ainda Meseque e Tubal. Isto é a Rússia e seus vizinhos.

O persas citados no vs. 5, são os iranianos. Pérsia é o antigo nome do Iran. Etíopes continuam com o mesmo nome, e Pute refere-se a Líbia.

Além de outros povos, cita também como aliados da Rússia, Togarma e Gomer, referindo as regiões da Alemanha e norte da Itália, onde estão os venetos.

Todos estes povos, tendo como cabeça "Gogue" um personagem desconhecido que aparece como uma liderança internacional, serão atraídos para essa grande guerra que ocorrerá nas regiões onde hoje é Israel. A idéia é varrer do mapa Israel e seus aliados.

Hoje, os grandes aliados de Israel são os Estados Unidos, Canadá, Inglaterra, etc.

Parece que já vimos esse filme antes! A diferença é que a Alemanha e vizinhos agora são aliados. Mas, o palco, é o mesmo. Os personagens também são os mesmos, como na primeira e na segunda guerra mundial. Ao que tudo indica, estamos falando da terceira guerra mundial.

Terceira Guerra Mundial

Podemos interpretar que a Bíblia prevê essa terceira guerra mundial, quando diz:
"É passado o segundo ai; eis que o terceiro ai cedo virá." apocalipse:11.14.
Entende-se por "ai" a dor de uma grande guerra. O primeiro "ai", foi a primeira guerra. O segundo "ai" foi a segunda guerra, e o terceiro "ai", cedo virá. Este texto é pertinente, porque está no toque da sétima trombeta, o qual anuncia entre outras coisas, a guerra do Armagedom, que outra coisa não é, senão a terceira guerra mundial. Podemos perceber que o cenário já está se desenhando.

Podemos entender nesta profecia a ocorrência de uma guerra em dois períodos, quando diz: Vs.04 - E te farei voltar... como também no vs. 08 - Depois de muitos dias serás visitado. No fim dos anos virás à terra que se recuperou da espada, ...
O primeiro período que será a Terceira Guerra Mundial, ou Guerra do Armagedom,
O segundo período que será a Guerra de Gogue e Magogue, depois do milênio. Esta será algo como a Quarta Guerra Mundial, todas elas sempre com os mesmos personagens e o mesmo cenário.

Estes textos bíblicos são um tanto sombrios, para os povos que habitam as regiões de conflito. A região dos venetos de hoje, não é muito confortável, pois está entre os Alpes e o Mar Adriático, e em caso de conflito será impossível ficar neutro, pois é área de passagem de tropas.

E depois?

Pouco antes, ou durante essa guerra, grandes sinais serão notórios a todo o mundo. Leia-se: 1Cor.15.51-54.

Durante essa guerra haverá uma intervenção divina, de forma notória. Mat.24.30 - Luc.21.27

Conforme relatos bíblicos que abordaremos em outros estudos, coisas miraculosas acontecerão durante e depois dessa guerra.Ap.20.2-4.

Após essa guerra, o mundo será outro. Haverá mudanças radicais, tanto nos humanos como no seu sistema de governo, e o mundo entrará em um período que a Bíblia chama de "milênio", do qual falaremos em outro estudo. Isto ainda não é o fim, mas um tipo de recomeço com a duração de mil anos.

Esta é a real expectativa dos cristãos bíblicos de hoje, os quais vislumbram o próximo evento profético-bíblico que será "A ceifa" (1Cor.15.51-54) (Ap.14.14-16), (e referências); depois "A vindima"; (Ap.14.17-19), (e referências), seguidas do estabelecimento do reino milenar de Cristo. Entenda-se a "ceifa" como o "Arrebatamento", e a "vindima" como o "juízo e salvação de Israel".

Há uma corrente apregoando a vinda de "anticristos"; "Nova Ordem Mundial"; "Nova Era"; e coisas semelhantes. São alarmes falsos procurando desviar a atenção dos cristãos! É o cumprimento de Ap.:12.15 - E a serpente lançou da sua boca, atrás da mulher, água como um rio, para que pela corrente a fizesse arrebatar. (Recomendamos a leitura de "O Anticristo" ).

Não há na Bíblia nenhum povo, no sentido coletivo, no qual Deus tenha inteira satisfação. Nem o próprio povo de Israel o qual Ele Próprio criou para Si.

Porém dentre os povos, Deus escolheu pessoas, com as quais teve especial relacionamento, como Abrão que foi chamado "amigo de Deus"; Noé; Jó; Daniel; os sacerdotes, os profetas e gente do povo do Antigo Testamento, como também os apóstolos e discípulos do Novo Testamento. Deus ainda faz assim, Através da história e dentre todos os povos vem escolhendo pessoas especiais, isto no sentido individual.

The Sermon On the Mount - Óleo sobre tela - Carl Heinrich Bloch (1834–1890) Se como povo, no sentido coletivo, os princípios e os valores bíblicos são desprezados, no sentido individual podemos resgatá-los. Porque Isto podemos.

Se cada um, individualmente, propor em seu coração abraçar a causa, com certeza, Deus aliviará a dor de todo o povo, também no sentido coletivo.

Deus, desde os céus, contempla a conduta das pessoas na terra. Está escrito: Os meus olhos estarão sobre os fiéis da terra, para que se assentem comigo; o que anda num caminho reto, esse me servirá. (Salmos 101.6).

Toda a instrução está na Bíblia. Podemos começar com o famoso discurso conhecido como "O Sermão da Montanha", que pode ser lido no livro de Mateus: capítulos 5; 6 e 7. Se precisamos de mudanças em nossas vidas, somente com isto as alcançaremos.

(Seleções e comentário dos textos bíblicos: Pr. Walter Vaccaro)



Buscai no livro do SENHOR, e lede;
Isaías 34.16-a.

Estudos Bíblicos
Estudos Bíblicos
COMENTÁRIOS

Deixe o seu comentário.

De: (Nome ou Pseudônimo)
Região: (Ex: Curitiba, PR, Brasil)
Email: (Não obrigatório mas desejável - Estará em total sigilo.)
Comentário: (900 caracteres ou 15 linhas)
Data: 25/01/2015 - 21:57:09 Hs.
Nome: Pr. Walter
Região: Glorioso Parque São Rafael

Mensagem/Comentário:
Para Gustavo.

Você não precisa se preocupar com isso.
Deus conhece a sua ancestralidade até Adão, com toda exatidão.
Uma profecia bíblica endereçada a um povo, tem o seu cumprimento na região geográfica onde esse povo habita, atingindo direta ou indiretamente as pessoas que ali estiverem, mesmo sendo estrangeiros.
No caso de cidadãos ou descendentes, que estejam vivendo em outros países, estarão seguros, mas não esquecidos. Todos nós temos que nos acertar com Deus.


Data: 23/01/2015 - 01:24:21 Hs.

Gustavo comentou:
Bom dia Reverendo,
E quanto aos cruzamentos entre pessoas nascidas em diferentes locais.
Ou seja, por exemplo.
Meus antepassados sao do veneto com cruzamento com russos.
A qual povo eu pertenco...



Data: 24/10/2014 - 20:03:49 Hs.

Pr. Walter. comentou:
Irmã Elza. Obrigado pelo estímulo.
Deus a abençoe.



Data: 22/10/2014 - 12:45:26 Hs.

Elza Augusta Nogueira da Silva comentou:
Li e amei esse texto. Vou sugeri-la ao meu pastor. Deus o abençoe.



Data: 04/09/2013 - 23:15:13 Hs.

Pr. Walter Vaccaro comentou:
Quaisquer perguntas, questionamentos ou comentários poderão ser postados aqui.
Se por algum motivo você não quiser se identificar, use um pseudônimo.
A intenção desta secção não é combater ou discutir religião. É voltada apenas para o esmero na interpretação dos textos bíblicos.
Todas as postagens serão moderadas.
Pr. Walter Vaccaro.



setacima

T
o
p
o
setacima

T
o
p
o